Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Amcred-SC

Associação das Organizações de

Microcrédito e Microfinanças

de Santa Catarina

(48) 3348-0110

Ícone do YouTube Ícone do Facebook

Menu Botão do menu responsivo

Notícias

Imagem de linha

Da crise ao sucesso: com modelos exclusivos, atelier de Pinhalzinho conquistou a região

08/12/2017

Quando Anadir Grando começou a costurar, nem imaginava que o pequeno negócio se transformaria no empreendimento que é hoje. Tudo começou quando a família enfrentou uma crise, em 2001. A empresa da qual eram sócios, uma Cerealista em Pinhalzinho, acabou falindo. Na época, a renda da família limitou-se ao benefício que o marido recebia como caminhoneiro aposentado. “Meu marido estava aposentado, mas eu não tinha estudos. Minha irmã é costureira e sugeriu que começássemos a trabalhar na minha casa,” lembra Anadir.

Com duas máquinas antigas e muita dedicação, elas começaram a costurar. No início, o trabalho era realizado no quartinho do apartamento em que morava. Para atender clientes mais idosas ou que não conseguiam subir as escadas, precisava levar um espelho até o hall do prédio para provarem as roupas. Foi nessa época que os caminhos de Anadir e da Credioeste se encontraram. “Um dia, alguém comentou que havia uma financeira procurando clientes. Chamei o agente e fiz meu primeiro empréstimo com a Credioeste”, conta Anadir.

Com os R$ 1500,00 do empréstimo, comprou duas máquinas mais novas. Era o impulso que faltava para o negócio decolar.  Ao longo dos anos, a procura foi aumentando e a equipe também. Uma sobrinha de Anadir passou a trabalhar com ela. Logo, foi preciso ampliar o espaço. Em 2007, o atelier Mãos de Fadas passou a funcionar no local que ocupa até hoje: um imóvel espaçoso, no centro de Pinhalzinho. Atualmente, Anadir emprega três pessoas, todas da família. Profissionalizou o serviço e com o apoio da sobrinha que é designer, começou a criar vestidos de festa. Ela explica: “São modelos exclusivos, feitos sob medida para cada cliente. Os tecidos vêm de São Paulo, não fazemos estoque porque trabalhamos com aquilo que a cliente pede”.

 O trabalho é tão caprichado que se tornou conhecido em toda a região e até na Capital do Estado. Em mais de 15 anos de atuação, o atelier Mãos de Fada está presente em muitos momentos especiais dos clientes: formaturas, casamentos, aniversários de 15 anos. A assinatura do atelier também está nos trajes de Rainhas e Princesas de festas tradicionais da região. Costurando sonhos, Anadir se transformou em uma empreendedora de sucesso, sempre em busca de inovação. De olho no futuro, recentemente começou a produzir também uniformes personalizados. E os projetos não param. “O próximo passo é investir em móveis, ampliar nosso espaço”, planeja Anadir.

Incentivo pra crescer, ela tem de sobra. Até hoje, já utilizou 14 créditos, construiu um histórico de pontualidade e uma relação de confiança com a Credioeste, que valoriza muito. “A Credioeste é muito importante. Sem estudos, saindo de uma falência, sem poder dar nenhuma garantia, como conseguiria um financiamento? Graças a Credioeste, foi possível realizar muitas coisas e espero fazer muito mais”, analisa Anadir.

Cezar Gubinani é o agente de crédito que atende Anadir Grando. Ao acompanhar a trajetória de sucesso da microempreendedora, ele afirma que o sentimento é dever cumprido. “Anadir conquistou espaço com seu trabalho, oferecendo um serviço diferenciado na região. Isso é que faz aumentar o seu êxito. Nós contribuímos, auxiliando com o capital de giro sempre que houver necessidade”, afirma.

O presidente da Credioste, Ivonei Barbiero, ressalta que o microcrédito vem desempenhando um importante papel no desenvolvimento de pequenos negócios, porém, muitos empreendedores não conhecem a solução. “Nosso desafio é mostrar que esse tipo de financiamento existe e que pode ser representativo para determinados investimentos necessários aos pequenos empreendimentos. Em Santa Catarina, as microfinanças evoluíram de forma extraordinária”, comenta Barbiero.

Sobre a Credioeste

A Credioeste é uma organização sem fins lucrativos, criada para atender empreendedores formais e informais. O objetivo é apoiar o desenvolvimento dos pequenos negócios, mantendo e gerando postos de trabalho, ocupação e renda por meio da concessão de crédito para capital de giro, capital fixo e capital misto.

Começou as atividades em novembro de 1999, em Chapecó, tendo como vantagem a desburocratização dos créditos, com liberação em 24 horas. Os valores vão até R$ 10 mil, com pagamento de 06 a 24 meses.

Além da sede em Chapecó, conta com três pontos avançados de atendimento Nonoai (RS), que atende o norte do Rio Grande do Sul, Passo Fundo (RS) e Pinhalzinho (SC). Em Pinhalzinho, atuam dois profissionais: Cezar Gubiani (agente de crédito) e Kamila Fernanda Zanco (setor administrativo).

 

MARCOS A. BEDIN - MB Comunicação Empresarial/Organizacional